A vida do micropigmentador

A vida do micropigmentador

A jornada do micropigmentador começa quando ele senta em uma cadeira para fazer sua primeira cliente. É aí que vem o sentimento de estar sozinho pela primeira vez. Longe do professor, o profissional está de frente para o cliente imaginando o que vai fazer mesmo sem estar 100% seguro para executar o procedimento.

Como o cliente é leigo, pode acontecer de fazemos muitas coisas erradas na sua frente sem que ele ou ela perceba. O design, a cor do pigmento escolhida e a insegurança de fazer algo errado são constantes. Respiramos fundo e enfrentamos a insegurança, fazemos as primeiras clientes e continuamos em busca do trabalho perfeito. Mas sabemos que o resultado não está legal e treinamos duramente os movimentos de traço, desenho e fios.

 

O dinheiro investido foi alto. Gastamos com material, cursos e tempo. O duro é descobrir que sabemos muito pouco quando conhecemos alguém em um patamar mais avançado. Alguns desistem quando as clientes retornam e outros se sentem desafiados e continuam a jornada.
Quando achamos que não iremos conseguir, aparece uma luz no fim do túnel. Conhecemos algum colega de trabalho que nos dá dicas e, falando que passou pela mesma situação, nos dá um gás para continuar a longa batalha. Vamos em eventos, cursos – para buscar mais conhecimento – e encontramos mais pessoas com as mesmas dúvidas e seguimos em frente.
Muitas dúvidas na cabeça sobre pigmentos, dermógrafos, cursos e professores. Diante destes fatores, qual o melhor caminho para vencer?
Escolha um bom curso, estude a profissão, busque conversar com pessoas que já trabalham, pegue referências reais de escolas e professores que dão cursos. O investimento errado pode ser fatal para quem quer iniciar na profissão. Estude os conceitos técnicos antes de fechar cursos, busque os trabalhos dos professores. Nada garante que quem sabe fazer vai saber passar o conhecimento, mas já é um grande diferencial.
Se possível, faça um curso de desenho e design de sobrancelhas antes da Micro. Quando sentir um desenvolvimento, aí sim é a hora de fazer o curso de Micropigmentação.
Se você se viu nesse post, comente e compartilhe com os nossos colegas de profissão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *